Preste atenção nos sinais que você não bebe água suficiente

Quantas vezes você já ouviu que precisa beber mais água? Isso porque, a principal fonte de hidratação do corpo humano está nesse líquido precioso. E para entender melhor essa necessidade, vamos explorar os sinais que você não bebe água suficiente hoje em dia.

A água compõe mais da metade do corpo humano, mais precisamente 50% nas mulheres e 60% nos homens. E por este motivo ela é tão indispensável no nosso dia a dia.

O consumo diário de água promove uma série de benefícios, enquanto que a sua falta resulta em diversos problemas que podem se tornar doenças mais graves, se deixados de lado.

Assim como se deve cultivar hábitos saudáveis na alimentação e na prática de atividade física, o consumo diário de água é um elemento que deve ser inserido na rotina diária, até que se torne algo natural.

Dito isto, no artigo de hoje, nós vamos conhecer os sinais que você não bebe água suficiente, além de entender a importância deste consumo e como se pode identificar uma possível desidratação.

Se você se interessa por este assunto, continua com a leitura a até o final.

Vamos lá?

5 sinais de que você não bebe água suficiente

Da mesma forma que corpo evidencia que o consumo diário de água está satisfatório, ele manda sinais de que você não bebe água suficiente.

À vista disso, para que você possa identificar um possível início de desidratação ou algum indício de problemas mais graves, nós listamos abaixo 5 sinais de falta de água no organismo.

Veja:

Prisão de ventre

Evacuar no mínimo 3 vezes por semana é importante para a saúde do ser humano e o consumo de água está diretamente relacionado a isso.

Aliado com a ingestão de fibras e cereais integrais, a água faz com que fezes sejam expelidas de forma saudável. Enquanto isso, pessoas submetidas a situações extremas como hemorragias ou vômitos tendem a apresentar prisão de ventre, justamente pelo recrutamento excessivo da água, deixando o organismo mais seco.

Ou seja, é preciso se hidratar ainda mais em situações assim, para que um problema não acarrete outro, conforme demonstra uma pesquisa publicada pela EJCN – European Journal Clinical Nutrition.

Além disso, manter o intestino limpo, facilita na absorção dos nutrientes que buscamos ingerir por meio de uma alimentação saudável. Uma coisa está totalmente ligada a outra.

Infecção urinária

A insuficiência no consumo de água também afeta o sistema urinário, sendo ele  responsável por eliminar toxinas do organismo, assim como o processo de evacuar.

Desta forma, a falta de água no corpo humano diminui a quantidade de vezes que o indivíduo urina durante o dia, ou seja, ele deixa de fazer a limpeza necessária aos rins.

Uma das manifestações mais graves com relação ao trato urinário são as pedras nos rins, que podem causar dores extremas, por conta do pouco consumo de água.

Má desempenho cognitivo

O cérebro humano é composto por água em 85% do seu total. Neste caso é fácil identificar que o consumo diário de água é importantíssimo para as atividades cerebrais.

Perda de memória e demora anormal no processamento das informações, podem ser sinais que você não bebe água suficiente. 

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Cambridge constatou que idosos e crianças têm maior predisposição a terem o desempenho cognitivo afetado pela falta de água no organismo. Essas pessoas precisam se hidratar ainda mais.

Leia mais: Beber água para potencializar o cérebro

Doenças respiratórias

A água facilita o transporte de oxigênio pelo corpo, e por este motivo o sistema respiratório precisa de uma condição úmida para funcionar a pleno vapor. 

Beber água diariamente também auxilia na saúde dos pulmões.

Sensação de cansaço e câimbras

Principalmente se a pessoa estiver exposta a condições de calor extremo e tempo seco. 

Neste caso, existe uma tendência de o corpo se sentir cansado, enquanto que os músculos ficam mais pesados causando as câimbras. Se o indivíduo estiver exposto a situações desse tipo e passar a se sentir fatigado, pode ser um sinal de que a água no corpo já não é suficiente para mantê-lo funcionando bem.

Por isso, com a chegada do verão, deve-se ingerir um pouco mais de água ao longo do dia, se hidratando constantemente.

Dito isto, é possível perceber a importância do consumo diário de água

E para saber a quantidade que você deve consumir basta fazer um cálculo simples. Observe na imagem abaixo:

Como saber se você está desidratado

A falta de água no organismo pode causar a desidratação.

Contudo, estar exposto a situações adversas agrava a situação, como por exemplo, muito tempo pegando sol, diarréias, vômitos, amamentação, sudorese, hemorragias e etc.

Tais situações demandam um maior consumo de água e se a necessidade do corpo não for atendida, acaba desencadeando um quadro grave de desidratação.

Dessa maneira, os principais sintomas da desidratação são:

  • Queda da pressão arterial;
  • Boca seca;
  • Olhos fundos;
  • Dor de cabeça;
  • Cansaço demasiado;
  • Fraqueza;
  • Tontura.

Água é insubstituível

Nenhum outro líquido no mundo substitui o consumo de água potável.

Como falamos anteriormente, grande parte do nosso corpo é constituído de água e somente este líquido pode suprir as suas necessidades fisiológicas.

Nem mesmo os sucos naturais ou chás podem substituir o consumo diário de água, sob pena de ter que enfrentar consequências graves como as patologias que citamos neste artigo.

Portanto, beba água. Todos os dias e na quantidade que o seu corpo precisa.

Você também pode gostar de ler: Viver mais e melhor é possível, mas você precisa querer

Dr. Victor Sorrentino

O médico gaúcho Victor Sorrentino carrega em seu DNA a relação com a Cirurgia Plástica. Filho de conceituado Cirurgião Plástico, respirou Medicina desde cedo e seguiu sua formação especializando-se no Rio de Janeiro.