O reflexo do estresse em doenças cardiovasculares: o que dizem os estudos?

O reflexo do estresse em doenças cardiovasculares tem chamado a atenção da ciência.

Os hormônios do estresse, tais como adrenalina e cortisol, servem para colocar a nossa mente em estado de alerta.

No entanto, ficamos estressados com tanta frequência que esses hormônios são disparados muito frequentemente. Se há 10 mil anos atrás nossos antepassados atingiam esse estado apenas diante de perigos reais, essa já não é a nossa situação contemporânea.

Os estressores são disparados em diversos momentos: enquanto estamos no trânsito, no trabalho, ou mesmo diante de tantos ruídos em nossas casas e apartamentos.

Todo esse estresse reflete nas doenças cardiovasculares. Para saber o que dizem os estudos sobre esse assunto, continue até o final do artigo.

O que dizem os estudos?

O estresse excessivo tem o poder de entupir importantes artérias, conforme mostra levantamento de dados da Faculdade de Medicina da Universidade de Harvard – EUA.

Os glóbulos brancos, responsáveis pela defesa do organismo, são disparados em quantidades muito altas quando o organismo é invadido pelas sensações de estresse.

Embora tenham a função imunológica no organismo, quando são produzidos em excesso, são prejudiciais à circulação do sangue na própria região  do coração.

Além disso, já existem evidências que altas doses de adrenalina impactam na variação da pressão arterial, espasmos das artérias do coração e aceleração da frequência cardíaca.

Leia também: Conheça os efeitos da meditação na saúde

A genética não é tudo

O estresse, em muitos casos, levam a transtornos mentais que também impactam nos riscos de desenvolver doenças cardiovasculares. Foi o que demonstrou um estudo publicado pelo BMJ neste ano.

Esse estudo foi conduzido em 136.367 pacientes já diagnosticados com transtornos relacionados ao estresse, que realizavam acompanhamento no Swedish National Patient Register.

O estudo também fez a comparação desses pacientes com seus irmãos de sangue (por parte de pai e mãe), que não apresentavam esse transtorno, durante 27 anos.

Ficou comprovado que esses pacientes acompanhados tinham até o dobro de chances de desenvolver algum tipo de doença cardiovascular se comparado com esses irmãos.

Isso deixa claro que a genética é um fator secundário no desenvolvimento das doenças cardiovasculares. O estilo de vida e os hábitos continuam sendo determinantes na manifestação desse tipo de condição.

As doenças do coração, atualmente, fazem mais de 17,5 milhões de vítimas todos os anos, conforme dados da própria Organização Mundial da Saúde – OMS. Como o estresse é um fator de risco muito forte para as doenças do coração, é preciso adotar estratégias para o seu controle.

Protocolo Detox para controle do estresse

O Spa Tour Life oferece a estrutura necessária para reenergizar e reequilibrar o organismo.

Em uma área completamente distante dos ruídos urbanos, o paciente passa um período completamente imerso em paisagens verdejantes, ar puro e sons da natureza.

O Protocolo Detox consiste em uma estadia de 5 dias onde o corpo é completamente desintoxicado e a mente reequilibrada.

Para saber mais, acesse a página do Protocolo Detox.

Esperamos que você compreenda o reflexo do estresse em doenças cardiovasculares. Fazer o controle com atividades físicas, boa alimentação e contato com a natureza são boas estratégias de prevenção.

A maior parte dessas doenças pode ser evitada com hábitos de vida saudáveis.

Até a próxima!

Dr. Victor Sorrentino

O médico gaúcho Victor Sorrentino carrega em seu DNA a relação com a Cirurgia Plástica. Filho de conceituado Cirurgião Plástico, respirou Medicina desde cedo e seguiu sua formação especializando-se no Rio de Janeiro.