O perigo dos analgésicos: por que você precisa abolir sua farmácia caseira

Não é raro ouvir de alguém a existência de uma pequena farmácia em casa. São medicamentos para diferentes fins: um para ajudar na digestão, outro para resolver aquela dor de cabeça insistente, mais um para sarar a dor muscular…

O perigo dos analgésicos mora nessa caixinha. Enquanto você trata as consequências da sua doença com um remédio, as causas continuam sem solução. Ou seja, ao usar tantos remédios – e geralmente sem uma prescrição médica – além de não receber um diagnóstico de uma possível doença, você não tem a oportunidade de atacar exatamente aquilo que desencadeia o mal estar.

Outro fato desvantajoso é que esses analgésicos trazem são os efeitos colaterais. Quando você pensa que está curando um sintoma, na verdade, está ajudando o organismo a desencadear outras dores. São os chamados efeitos colaterais.

Gosto de deixar claro que não sou contra os remédios, mas sim abomino seu uso indiscriminado e de forma que silencie os sintomas a longo prazo. Como paciente, você está se enganando.

Como superar esse perigo?

Nosso organismo recebe cada medicamento como um elemento estranho. Afinal, estamos falando de uma substância que não existe na natureza.

Ao expor nossos órgãos e suas células aos analgésicos a um longo prazo, é provável que os efeitos colaterais apareçam. E, para lidar com eles, vamos precisar de novos medicamentos, continuando um ciclo vicioso sem fim.

Os sistemas digestório e hepático são os mais afetados pelo uso abusivo dos analgésicos. São esses os sistemas responsáveis por metabolizar as substâncias que não são muito familiares ao nosso organismo.

No entanto, os efeitos colaterais não ficam restritos a esses sistemas. Os medicamentos consumidos sem a devida orientação podem trazer danos para o cérebro, o coração, os rins, problemas de pele, e muito mais.

Além disso, é provável que os seus analgésicos percam o efeito conforme o tempo que você consome. No começo, é excelente, depois precisa aumentar a dose, até um dia não ter efeito algum.

O caminho para uma vida longa e saudável

O perigo dos analgésicos é um ciclo vicioso que pode ser quebrado com a adoção de hábitos saudáveis. Ainda que o medicamento seja importante para vencer alguma doença, até mesmo nos casos em que é devidamente prescrito, eu garanto a você que não é o único responsável pela cura.

Você precisa alinhar a sua vida com uma boa alimentação, exercícios físicos, consumo regular de água e boas noites de sono. Somente assim você conquista uma vida longa, saudável e sem dores.

É essa a proposta do Spa Tour Life. Proporcionamos aos nossos pacientes um verdadeiro reinício da saúde. Ao passar alguns dias em nosso espaço completamente longe do centro urbano, alimentando-se apenas de comidas de nossa horta e em contato com os animais do Spa, seu organismo reconecta-se com a natureza.

Antes de ingressar, você passa por uma bateria de exames completa, a fim de identificar o que tem mais urgência de realinhamento biológico em seu organismo. Todos os tratamentos e a sua dieta serão redirecionados para os ajustes hormonais e outros próprios do organismo.

Portanto, sim, é possível viver longe do perigo dos analgésicos. Durante a estadia no Spa Tour Life, você recebe também aulas sobre a fisiologia do corpo. Assim, pode levar para toda sua vida cotidiana os aprendizados que recebe em alguns dias conosco.

Espero ter esclarecido suas dúvidas sobre o assunto. Até a próxima!

Dr. Victor Sorrentino

O médico gaúcho Victor Sorrentino carrega em seu DNA a relação com a Cirurgia Plástica. Filho de conceituado Cirurgião Plástico, respirou Medicina desde cedo e seguiu sua formação especializando-se no Rio de Janeiro.