Como identificar alergia alimentar? Busque informação

Para aprender a identificar alergia alimentar, continue até o final deste artigo. Esse é um assunto sério, afinal, é comum perceber um desconforto ao ingerir um alimento mas acabar deixando de lado.

O fácil acesso aos antiácidos e outros medicamentos para atacar o mal-estar estomacal acaba por camuflar alguma alergia alimentar que possa existir. Este é um erro imperdoável, afinal, a maior parte dos incômodos no trato digestivo têm relação direta com alergia alimentar.

Assim, a pessoa nunca procura um médico para fazer o tratamento adequado e continua ingerindo alimentos que fazem mal ao seu organismo. Esse consumo pode trazer danos irreparáveis e até evoluir reações alérgicas mais graves.

O problema também não é exclusivo dos sintomas estomacais, como veremos a seguir. Como o corpo é um todo interligado, um único alimento pode impactar outros órgãos não necessariamente ligados à digestão.

Apesar das alergias alimentares serem um assunto cada vez mais recorrente, há quem não procure um diagnóstico e corra riscos desnecessários. Por isso, vou ensinar a identificar alergia alimentar.

Quais os sintomas principais?

A alergia alimentar é caracterizada por uma reação inflamatória a alguma substância presente no alimento ou na bebida quando ingeridos. Os principais sintomas costumam aparecer em até 2 horas após o consumo dos itens alergênicos.

Posso listar como os sinais mais preocupantes que indicam uma alergia alimentar:

  • Anormalidades na pele, como coceira, placas, inchaço ou vermelhidão;
  • Dores no abdômen e prisão de ventre;
  • Dificuldades para evacuar, geralmente com dores ou ardor;
  • Vômitos e diarreia;
  • Dificuldades para respirar e falta de ar;
  • Aftas;
  • Irritação nas narinas, que ficam congestionadas ou escorrendo.

Todos os nossos sistemas estão integrados. Por isso, a chance do alimento participar de todo e qualquer processo que ocorre no organismo é bastante alta. Ainda que tal comida não seja a principal causa.

Mesmo quando não é relacionada apenas ao trato digestivo, você deve investigar.

Combata as causas, e não os efeitos

Como eu já coloquei acima, simplesmente continuar com remédios contra esses incômodos que são as consequências dos alimentos que causam alergias não é recomendável.

Eu acredito que o ideal seja combater as causas, que passam pelo consumo de alimentos com determinadas substâncias.

Cada caso precisa de investigação a fundo e uma avaliação específica. Ainda assim, converse com seu médico sobre a possibilidade de equilibrar seu organismo a ponto que a alergia cause o mínimo de impacto.

Hoje, eu realizo este trabalho no Spa Tour Life, que além de ser um espaço para relaxar, também atendo pacientes com alergias e intolerâncias alimentares. Com uma dieta detox personalizada, é possível que o organismo recupere sua capacidade de funcionamento sem tais sintomas indesejados.

Mas, é claro que depende dos seus hábitos alimentares e de vida. Só de estar aqui em meu blog lendo um artigo como este já demonstra o seu interesse em ter uma vida longa e saudável. Recomendo que siga neste caminho e conheça o site do Spa Tour Life.

Espero ter esclarecido suas dúvidas sobre o assunto.

Até a próxima!

Dr. Victor Sorrentino

Dr. Victor Sorrentino

O médico gaúcho Victor Sorrentino carrega em seu DNA a relação com a Cirurgia Plástica. Filho de conceituado Cirurgião Plástico, respirou Medicina desde cedo e seguiu sua formação especializando-se no Rio de Janeiro.