Equilíbrio hormonal: uma visão do futuro que já é realidade hoje.

A medicina do futuro certamente é preventiva.

Como afirma Dr. Paul Ling Tai, grande nome da medicina antienvelhecimento, devemos começar nossa reposição e controle hormonal o quanto antes, assim que notarmos que o corpo está iniciando a redução de seus processos físicos, químicos e biológicos.

Parece que cada vez mais vamos conviver com jovens preocupados com a reposição hormonal, o que é um alívio para o corpo e a medicina.

Quando já estamos em processo avançado de redução hormonal, a reposição e os efeitos positivos são mais baixos. Portanto, é importante que as novas gerações estejam cada vez mais próximas desse tema.

A busca pelo equilíbrio hormonal

Nossos hormônios são responsáveis pelo controle do humor, sistema digestivo, libido, metabolismo, saúde da pele e muitas outras funções.

Produzidos de maneira desequilibrada, os hormônios fazem o corpo demonstrar muitos sintomas como cansaço, baixo astral, insônia, queda de libido e outros.

Reduções drásticas de hormônios, ocorridas no envelhecimento, não tornam o corpo ambiente favorável para a reposição de hormônios naturais bioidênticos.

Isso acontece por razão do corpo já ter sofrido repercussões metabólicas maléficas para o organismo.

Por esse motivo, é essencial que a reposição antienvelhecimento inicie com antecedência em relação às reduções do envelhecimento.

Desequilíbrios ambientais

Além dos fatores do organismo, provavelmente o meio ambiente também irá nos desfavorecer cada vez mais.

Podemos ter como exemplos de fatores desfavoráveis a poluição, o envenenamento dos alimentos por conta dos agrotóxicos, a economia que cresce e, finalmente, os avanços tecnológicos.

Os fatores ambientais cada vez mais aumentarão os níveis de estresse e pressão sanguínea. Parece que temos muitos prazos, rotinas estressantes, falta de qualidade de vida e alimentação inadequada.

Tensão e ansiedade já estão habituados em nosso mundo e contribuem também para nos afastar de uma vida equilibrada e saudável.

Alimentação como suporte

Os nutrientes encontrados nos alimentos são grandes responsáveis pela produção, manutenção e estabilidade hormonal.

Observar os alimentos que você consome é importante e pode refletir no funcionamento de diversas áreas do corpo, como por exemplo, nossos sistemas reprodutivos.

Proteínas

Opte por grãos e brotos germinados, quinoa, lentilha e sementes. Se você consome proteínas animais, busque de preferência carnes de animais livres, sem hormônios e antibióticos profiláticos. Peixes, sobretudo aqueles que foram pescados artesanalmente.

Gorduras

Não podemos deixar de comer gorduras, pois elas são essenciais para o funcionamento do corpo, cérebro e também manutenção dos hormônios naturais.

O fato é que é preciso buscar, especialmente, gorduras “boas”, como óleo de coco, abacate, manteiga ghee e gemas de ovos. Frutas secas ou sementes, puras ou em óleos, também são uma boa opção. Consuma nozes, castanhas, azeitonas, azeite de oliva ou óleo de linhaça.

Vegetais

Opte pelos verdes como aspargos, brócolis e espinafre. Alimentos coloridos como os pimentões, repolho e cebola roxa, tomates e cenouras também são indicados. Além disso, alimentos ricos em amido também são importantes, como batata-doce, abóboras, beterraba e mandioca.

Importante destacar que, obviamente, é necessário optar pelos alimentos orgânicos e livres de agrotóxicos.

Uma alimentação balanceada e correta somada à reposição de hormônios naturais é a chave para manter-se equilibrado e com certeza auxilia no prolongamento da vida ativa.

Descontrole hormonal pode gerar descontroles na vida

Anormalidades hormonais somadas aos problemas sociais e ambientais intensificam as necessidades incontroláveis do corpo.

Isso se aplica ao açúcar, deficiências no metabolismo como hipertireoidismo e, finalmente, escassez de DHEA (hormônio produzido pelas glândulas adrenais do corpo responsável pelos hormônios sexuais testosterona e estrogênio).

Além disso, é evidente o aumento de peso, doenças cardiovasculares e aumento da fadiga.

 

É imprescindível conhecermos o funcionamento do corpo!

Perceber como o corpo se desenvolve após a fase adulta e sobretudo observar as transformações que ocorrem é essencial, tanto quanto não postergar a reposição hormonal quando necessária.

Hormônios naturais não geram aumento de peso ou doenças cardíacas.

Como bem afirma Dr. Paul Ling Tai,

“Estes efeitos colaterais da reposição hormonal aplicam-se na sua grande maioria aos hormônios sintéticos apenas que você compra nas farmácias. Por outro lado, não há evidências pesquisadas ligando hormônios bioidênticos a doenças.”

Nitidamente qualquer excesso e descontrole poderá fazer mal, seja de hormônios ou qualquer substância.

A regra é sempre o equilíbrio e cuidado com o próprio corpo 

 

Entender a função que os hormônios possuem para a LONGEVIDADE, SAÚDE e QUALIDADE de vida é fundamental!!

Em meu curso SEGREDOS PARA UMA VIDA LONGA falo sobre o assunto com profundidade e didática.

Acesse o link abaixo e torne-se meu aluno virtual, conhecendo mais sobre minha jornada pessoal em busca de uma nova Medicina.

Quero uma vida longa e melhor 

 

Até a próxima!

Victor Sorrentino

Dr. Victor Sorrentino

O médico gaúcho Victor Sorrentino carrega em seu DNA a relação com a Cirurgia Plástica. Filho de conceituado Cirurgião Plástico, respirou Medicina desde cedo e seguiu sua formação especializando-se no Rio de Janeiro.